Páginas

9.14.2010

Fama



Subo as escadas douradas
Minhas poses são motivo de flash
Todos me aplaudem..

Uma mão surge do nada
Uma mão enorme e dourada
e me esmaga nas escadas
Olho em volta
e já não tenho mais nada

Douglas Mateus

28 comentários:

  1. amei o poema,parabens..vc escreve muito bem.

    ResponderExcluir
  2. A mão dourada é a própria fama, que acaba te destruindo?

    ResponderExcluir
  3. Muito bom... Parabéns e obrigado pela visita, volte sempre lá :)

    []'s
    blog.avoado.com

    ResponderExcluir
  4. Vix, matou a pau!
    Muito foda. Adoreeei!
    Pior é que isso é verdade, a fama te eleva e te destrói depois.... Triste, triste

    ResponderExcluir
  5. Pois, a fama é tão passageira como um raio de luz...

    Beijinhos, adorei!!

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  6. Adorei a sensação que causa!
    Uma reflexão lindamente traçada!
    ;D

    ResponderExcluir
  7. *-* mó legal (:

    ahh, eu nao tem minha diferença no final original da minha historia (da saideira)
    hehe
    depois te falo xD
    Saudade, Douglas

    beijo

    ResponderExcluir
  8. escreves bem, camarada. continua postando. abraço!

    ResponderExcluir
  9. "Uma mão e ja não tenho mais nada"

    simplesmente pertinente...


    abraço.espero sua visita,ja que estamos em blogosfera !

    http;//universovonserran.blogspot.com
    sigo e comento quem seguir e comentar.

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que texto multifacetário. Tantas interpretações possíveis, muito bom.
    Me lembra algo como o fim da vida e/ ou a capa da Caras.

    abç
    Renato

    ResponderExcluir
  11. Também adorei,
    e com certeza voltarei mais vezes

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Ei, Mateus vim retribuir sua visita e sou surpreendida por esse turbilhão de palavras...tão fortes! Te entendi perfeitamente e te curti muito!
    Parabéns, menino, dono de grandes sentimentos e visão!
    abraços

    ResponderExcluir
  13. Ótimo..

    Algo curto, objetico, que transmite a mensagem
    de forma lucida e evidente! Uma bela construção!

    E isso retrata bem a questao da fama, algo passageiro, um momento a ser bem apreciado, pois logo se vai toda a magia e o que fica sao somente as lembranças!

    Esta de parabens!

    Sucesso...

    ResponderExcluir
  14. I appreciate your lovely post, happy blogging!

    ResponderExcluir
  15. Curto, simples e FODA! É assim mesmo, o sucesso é efemero, e pode ser esmagador para quem não sabe que ele provém de luta e dedicação.

    http://apenas-daniel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Belo poema. As vezes as coisas que estão à sua volta acaba com você, se você deixar elas tomarem de conta de você.

    ResponderExcluir
  17. Muito legal!
    Apesar de tudo, a gente ainda busca essa mão. Mas deve-se admitir que seus afagos devem ser muito bons também...

    ResponderExcluir
  18. Lady Gaga. The fame monster. A fama é assim mesmo. Tudo ou nada. E tudo não é para sempre.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Mateus!
    Fazia algum tempo q vc não escrevia de forma tão poética. Muito real oq vc escreveu, a fama às vezes faz as pessoas serem esmagadas pela própria vaidade. Bjos.

    ResponderExcluir
  20. Adorei o texto. Simples, mas que fala bastante e nos faz refletir. Fama é algo passageiro, ninguem deve se deixar levar por ela...de uma hora pra outra, ela vai embora!
    www.nicellealmeida.blogspot.com
    Me visita tb? ;)

    ResponderExcluir
  21. Cara, vc escreve muito bem mano, parabens!!

    ResponderExcluir